Governo do Estado vai repassar R$ 50 milhões para obra de infraestrutura em Joinville

O governador Raimundo Colombo assinou nesta segunda-feira, 10, em Joinville, a autorização para licitar as obras de duplicação do acesso ao Distrito Industrial, rota de escoamento da produção de indústrias com tráfego diário de aproximadamente 20 mil veículos.
Para realização da obra serão investidos R$ 50,3 milhões do Governo do Estado por meio da Secretaria de Estado da Infraestrutura.

“O Distrito Industrial de Joinville é o maior de Santa Catarina. Temos um setor industrial de muita produção e extremamente comprometido na mobilidade. Aquela é uma rodovia estadual e que liga todo o setor produtivo com a BR-101. Vamos ter um ganho de mobilidade extraordinário, de eficiência, de produtividade, de escoamento e de segurança”, disse Colombo.

O trecho com 5,7 quilômetros compreende o eixo das avenidas Hans Dieter Schmidt e Edgar Nelson Meister. O projeto, concluído em 2016, pela Secretaria de Estado da Infraestrutura, prevê o aumento da capacidade da rodovia, além de serviços de drenagem, melhoria dos acessos, 11 interseções, travessias urbanas, faixas adicionais, passeio para pedestre, ciclovia, sinalizações vertical e horizontal e instalação de semáforos. Para o entroncamento com a Rua Dona Francisca, os estudos apontaram a construção de uma rotatória em vez de um elevado.

O secretário de Estado da Infraestrutura, Luiz Fernando Vampiro, explica que o prazo para conclusão será de 24 meses a partir da entrega da ordem de serviço. “A partir dessa autorização será enviado, em caráter de urgência, ao comitê gestor e em uma semana lançamos o edital. O prazo para homologar a empresa vencedora cerca de 30 a 50 dias. Então acreditamos que em julho já teremos obras em andamento nesse acesso importante”, explicou o secretário.

Ele ainda apresentou as obras que estão sendo realizadas na Região Norte entre elas a duplicação da duplicação da Avenida Santos Dumont, com 65% do contrato executado e do elevado da Rua Tuiuti com 71% da obra concluída. Essas duas obras juntas chegam a R$ 70 milhões em investimentos.

O presidente da Associação Empresarial de Joinville (Acij), Moacir Thomazi, falou da importância da obra e os benefícios para a população e a indústria. “Além dos milhares de veículos que trafegam por ali temos 200 empresas, gigantes inclusive, que recebem sua matéria prima e por onde escoa sua produção. Também serve para o trânsito dos alunos da Udesc e Univille, e a população que mora naquela região”.